quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

Os Brandburgos - O Segredo do sr. Stone

os brandburgos-o segredo do senhor stone


O Sr. Stone, chefe da família Brandburgos tenta guardar segredo sobre os acontecimentos no alto do morro




Em sequência à história Madame conversa com o burro falante, publicamos este post.

O Sr. Stone foi até à cidade mais próxima e alugou um veiculo esquisito em forma de trator, mas que se firmava entre sapatas e conseguia subir morros, sempre na horizontal. Tinha ainda uma plataforma que se erguia a alturas reguláveis.

- Para que você precisa disso, Stone? – perguntou o Sr. Clemens, dono da loja, curioso por saber em que raio de negócios entrara o Sr. Stone.

- Preciso retirar uma carga que guardei no topo do morro, tempos atrás – respondeu. – Agora se acumulou lá no alto, e com essa máquina o trabalho fica mais fácil.

- Vou mandar Hitch ir com você, está bem? Ele sabe manejar a máquina e o ajudará nesse trabalho tão... penoso.

- Não! Não preciso da ajuda de Hitch! Isto é, o trabalho não é tão penoso assim. E eu sei manejar muito bem a máquina – respondeu o Sr. Stone muito depressa, com medo de descobrirem sua que eram sua mulher e seu burro falante que estavam pendurados.

O Sr. Stone tenta guardar segredo dos acontecimentos.

O pior de tudo era que a mulher estava sem roupa. “Devia tê-la coberta com um lençol, antes de vir para cá”, pensou o Sr. Stone. Porém, agora já era tarde demais.

Todavia, ficou preocupado com a cena que fariam se descobrissem sua mulher pendurada lá no morro, ainda sem roupa.

“Ninguém vai ficar sabendo disso”, pensou. “Somente eu, minha mulher e o burro”. Confortou-se por fim com as próprias palavras o preocupado Sr. Stone.

Porém, ele não sabia que alguns carros que trafegavam na avenida paravam para ver a cena. As pessoas desciam dos carros, viam durante algum tempo a cena. Muitas se perguntavam como poderiam ajudar.

Mas a mulher disse que não se preocupassem, pois o marido dela tinha ido à cidade, em busca de equipamentos apropriados.

- Se é assim que ela pensa que se fará, que se faça – disse um homem ao entrar no carro e seguir viagem.

- Mas, afinal, como ela foi parar lá?

- Não sabemos. Ainda não sabemos.

Sim, eles não sabiam. Ninguém ainda sabia. Tanto que apareceram alguns carros de jornais, rádios e TVs, e seus donos os estacionaram no acostamento da rodovia.

- Senhoras e senhores – disse uma repórter da TV local -, não sabemos como, mas uma mulher e um burro estão pendurados em cipós muito grossos, parecendo cordas. Não podemos mostrar a mulher porque ela está sem roupa.

Outros diziam:

- O marido dela, como castigo, amarrou os dois e os penduraram no alto do morro.

Só não informavam como o marido dela conseguiu fazer isso.

- Nenhuma explicação para o acontecido até agora. A mulher se recusa a falar.

Além de se manter calada quanto ao assunto, a mulher pediu ao burro que não abrisse a boca. Pois, se descobrissem que o burro deles era falante, a situação se complicaria ainda mais.


Essa história maluca continua nos próximos posts do blog Mokolóton, o extraterrestre.

Aguarde!

nrelate

Recomende no Google+